Ubatuba: Polícia Civil prende um dos espancadores que matou influenciador digital

A prisão temporária do homem foi decretada pela Justiça; investigações prosseguem a fim de identificar e deter o segundo envolvido

Da Redação / Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Civil prendeu, na tarde de segunda-feira (7), um dos autores do espancamento a um influenciador digital, maquiador e cabeleireiro, de 31 anos, no dia 18 de janeiro, na cidade de Ubatuba. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu dois dias depois. 

Na ocasião dos fatos, a vítima – cujo nome é Glau Duarte – estava no município a passeio, acompanhado de amigas, e saiu da pousada em que estavam, sozinho, dizendo que iria tomar uma cerveja em um quiosque. No local, nas proximidades da Praça da Baleia, no bairro Itaguá, o influenciador foi agredido por dois indivíduos que estavam armados com uma tora de madeira e fugiram após o ocorrido levando o celular e uma bolsa pequena do maquiador.

A vítima foi encontrada por um casal, que acionou o resgate, e foi levada à Santa Casa local, onde veio a falecer por apresentar um traumatismo craniano, segundo o médico do hospital.

Exames periciais foram solicitados e o caso registrado como homicídio qualificado na Delegacia da Cidade, que iniciou as apurações.

Investigação

Comunicados sobre o ocorrido, os policiais civis locais imediatamente iniciaram as investigações, que incluíram atividades de inteligência, análise de imagens de câmeras de segurança e oitivas de testemunhas.

Como resultado, os agentes descobriram que na ocasião do crime a vítima teria ido encontrar uma pessoa que conheceu por meio de um aplicativo de relacionamento, a qual foi identificada pela equipe e teve o seu envolvimento no delito reforçado ao aparecer em imagens captadas por um condomínio, dispensando objetos da vítima na calçada, juntamente com um comparsa.

Diante dos indícios da participação dessa pessoa no crime, um mandado de busca e apreensão contra ela foi solicitado à Justiça e decretado, sendo cumprido em sua casa, na manhã de ontem (7), no bairro Imaculada Conceição, em Taubaté. Como resultado, dois celulares e quatro pen drives foram apreendidos e o investigado – um homem, de 26 anos – conduzido a Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) local para prestar depoimento.

Na unidade especializada, após ser confrontado com as provas colhidas durante as investigações, o suspeito confessou sua participação no crime, mas alegou que as agressões foram realizadas por um comparsa. 

“O indivíduo narrou que desceu para Ubatuba e aqui encontrou outro rapaz que ele não quis identificar. Os dois começaram a ingerir bebida alcoólica e fazer uso de maconha, e após determinado tempo esse outro indivíduo encontrou com a vítima e foram para a areia. Em certo momento, o detido contou que teria escutado uma discussão e foi ver o que estava acontecendo. Nesse instante, tentou separar a briga e seu colega agrediu a vítima. Ambos deixaram o influenciador na areia da praia, machucado, sem prestar qualquer socorro, e ainda subtraíram alguns pertences, que foram dispensados em uma rua próxima”, contou o delegado Albertino Domingos Gonçalves Neto.

Diante da confissão e novas informações, o homem teve a prisão temporária solicitada e decretada, a qual foi cumprida durante à tarde, na Delegacia de Ubatuba.

“A polícia trabalha com a existência de dois autores e para nós, por ora, o crime é de latrocínio”, destacou o delegado Ricardo Mamede Chelou Martins.

Ambos os delegados informaram que as investigações prosseguem visando a identificação e prisão do segundo envolvido no delito.

Deixe uma resposta