fbpx

SP é o primeiro Estado a ultrapassar a marca de 70% da população geral com o esquema vacinal completo

O estado também já atingiu a marca de 90% da população dos adultos vacinados com o esquema vacinal completo; Estado também anunciou hoje nova fase da aplicação da dose adicional para idosos e profissionais da saúde

Da Redação / Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom | Agência Brasil

O Estado de São Paulo foi o primeiro no Brasil a atingir a chamada “imunidade de rebanho” ou “imunidade coletiva” – apontada pelos especialistas como um ponto de equilíbrio o combate a pandemia -, ou seja, mais de 70% da população geral já recebeu as duas doses de um das vacinas contra a Covid-19.

No Litoral Norte, o único município, segundo a plataforma Vacinômetro, a atingir a imunidade coletiva é Ilhabela, com 80,07% da sua população completamente vacinada. Na região, as outras cidades estão próximas, superando os 60% da população geral – segundo projeção populacional do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas). Ou seja, a maioria das pessoas já tomou as duas doses de uma das vacinas contra Covid-19 ou a dose única.

O Governador João Doria (PSDB) anunciou nesta quarta-feira (10) que o estado de São Paulo já ultrapassou a marca de 90% dos adultos com esquema vacinal completo. SP tem hoje a maior cobertura vacinal do Brasil e já vacinou mais que países como Alemanha, Reino Unido, Israel, Estados Unidos, Argentina, além da União Europeia, segundo dados do site Our World in Data.

“SP é o primeiro estado do Brasil a chegar a 90% da população adulta totalmente vacinada contra a Covid-19. Um recorde histórico”, destacou Doria. “O resultado concreto deste esforço coletivo, que tornou SP referência mundial em vacinação, foi a queda de 93% das mortes por Covid-19 entre abril e novembro de 2021 e a redução de 10 vezes no número de internados pela doença, passando de 31 mil no pico da segunda onda em abril deste ano para menos de 3 mil agora em novembro”, completou.

Vacinômetro

Os números atualizados do Vacinômetro do Governo de SP apontam mais de 73,9 milhões de doses aplicadas em todo Estado. No total, são 37,7 milhões em primeira dose, 31,7 mi em segunda, 1,7 mi em dose única e 3,3 mi de dose adicional. Entre o total da população, 32,9 milhões (71%) já receberam duas doses ou a dose única, sendo que 84% já tomaram pelo menos uma dose.

O estado ainda tem 5,4 milhões de pessoas a serem vacinadas com a segunda dose, entre elas 931 mil de Coronavac, 1,4 milhão de Astrazeneca e 3 milhões de Pfizer. Todos estes faltosos podem comparecer a um posto de vacinação, mesmo ultrapassado o prazo, para completar o esquema vacinal.

Entre os que mais precisam se vacinar com a segunda dose estão os adolescentes entre 12 e 17 anos de idade. Apenas 27% desta população completou o esquema vacinal, sendo que 96% dos adolescentes já tomaram pelo menos uma dose da vacina. Todo este público já ultrapassou as oito semanas de intervalo entre as doses.

Nova fase da dose adicional

O Governo de SP também anunciou a terceira fase da aplicação da dose adicional para o período entre os dias 17 e 30 de novembro. Poderão se vacinar todos os maiores de 60 anos e os trabalhadores da saúde que tomaram a segunda dose há pelo menos seis meses, ou seja, no decorrer de todo o mês de maio de 2021.

Nesta etapa, cerca de 1,1 milhão de pessoas receberá a vacina nos 645 municípios do estado. Todos os imunizantes disponíveis na rede pública de saúde são seguros, eficazes e poder ser utilizados nesta estratégia vacinal.

Deixe uma resposta