Prefeitura de São Sebastião executa obras emergenciais de drenagem e contenção na Vila Pernambuco, em Juquehy

A intenção com a obra é criar um sistema de drenagem com capacidade para grandes volumes de chuva em curtos períodos
A intenção com a obra é criar um sistema de drenagem com capacidade para grandes volumes de chuva em curtos períodos
O prazo de finalização é de quatro meses, devendo estar prontas antes do período mais chuvoso do ano - Foto: Jorge Mesquita/PMSS

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Obras (SEO), iniciou obras emergenciais de drenagem e contenção na Vila Pernambuco, em Juquehy, um dos bairros mais atingidos pelas fortes chuvas de fevereiro.

Está sendo executado trecho de canal em muros de gabião para interligação ao curso hídrico natural, assim como colchão reno, também conhecido por colchão de gabião, no leito do rio, para transposição do volume hídrico, impedindo o assoreamento.

Os colchões reno têm como função revestir, proteger e estabilizar as margens e encostas de rios. São formados por uma armação em forma de grade com enchimento em pedras, semelhante aos gabiões, só que em formato plano.

No local, o curso natural das águas e o sistema de contenção existente à época da tragédia foram carregados pelas fortes chuvas. As grandes movimentações de terra e alagamentos de ruas provocaram deterioração acelerada da infraestrutura local.

A intenção com a obra é criar um sistema de drenagem com capacidade para grandes volumes de chuva em curtos períodos, e direcionamento com dispositivos de transposição para a rede hídrica local (rios), evitando problemas futuros.

As obras emergenciais atendem ao são justificadas em situações de emergência ou de calamidade pública, quando caracterizada urgência de atendimento de situação que possa ocasionar prejuízo ou comprometer a segurança de pessoas, obras, serviços, equipamentos e outros bens, públicos ou particulares.

O prazo de finalização é de quatro meses, devendo estar prontas antes do período mais chuvoso do ano.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga o Jornal LEia