Posto de saúde do bairro Caruara recebe críticas

Empresário reclama da falta de atendimento para seu pai, que tem Alzheimer

Por Aristides Barros / Foto: Divulgação

O empresário Hugo Fabris, 35 anos, fez reclamações contra médicos e funcionários da unidade de saúde do Caruara, área continental de Santos, quando teve de levar o seu pai, o aposentado Laerte Fabris, 74, para ser atendido no local. 

O aposentado, que sofre de alzheimer, foi levado à unidade de saúde na manhã de segunda-feira (27), mas não conseguiu atendimento, sendo levado ao Hospital de Bertioga, onde conseguiu êxito.

“Meu pai tem alzheimer grau 2 (nível alto para doença) e o primeiro médico não quis atendê-lo. Após minha mãe ficar indignada, uma outra médica (arrogante) pegou a ficha dele e, para piorar, deixou outros idosos esperarem mais de uma hora. Simplesmente a médica sumiu, deixando os documentos do meu pai na mesa e o postinho ficou sem ninguém pra atender”, afirmou. 

O empresário disse que vai conversar com um advogado visando uma ação coletiva contra a Prefeitura de Santos. “Isso para acabar com essa pouca vergonha em nosso bairro”, falou. 

Além de reclamar de médicos e funcionários, Fabris afirma que a unidade de saúde está desfalcada de médicos especialistas e que faltam medicamentos básicos para atender a população. “Na recepção tem um monte de pessoas arrogantes que não sabem de nada e só mandam esperar”, finalizou.  Procurada, a Secretaria de Saúde de Santos informou que já tomou conhecimento do caso, levantou informações internamente e que as responsabilidades serão apuradas por inquérito administrativo.

Palavra da prefeitura

Questionada sobre a situação, a Prefeitura de Santos respondeu, por meio de seu departamento de comunicação, que “a Secretaria de Saúde de Santos informa que já tomou conhecimento do caso, levantou informações internamente e que as responsabilidades serão apuradas por inquérito administrativo.”

Deixe uma resposta