fbpx

Pandemia: o epicentro das desculpas

Por Aline Rosa / Arte: Giovanna Figueiredo

Nós estávamos acostumados a uma rotina intensa na qual tínhamos que desdobrar-nos nos mais variados contextos sociais. Tínhamos que dar conta do trabalho, família, amizades e ainda sim, ter um tempo para curtir a vida, mesmo que fosse ao curto espaço de tempo entre a sexta-feira e o domingo.

Mas chegou a pandemia, um mal terrível e invisível (pelo menos a olhos nus) que atravessou a vida de todos nós de alguma maneira, com certeza alguns grupos foram mais atingidos do que outros no que diz respeito às necessidades básicas, porém é certo, que tanto a minha vida quanto a sua foram impactadas também.

Mas o que tenho observado ao longo desse período pandêmico, é a atribuição da pandemia como a única responsável por toda desordem que atinge o campo pessoal e interpessoal na vida das pessoas, de certa forma, tudo virou responsabilidade da pandemia. Desde então tenho observado algumas queixas a partir disso e com a certeza de causa posso afirmar: nem tudo é culpa da pandemia!

Muitas vezes é difícil admitir isso, porque se colocar no lugar de responsável pela a própria vida e pelos acontecimentos decorrentes das escolhas que se faz, é difícil e pesado. Por isso, a terceirização da culpa é algo tão eficiente e a pandemia “caiu como uma luva” para desviar o foco da responsabilidade que você já deveria ter assumido para a própria vida! Veja comigo, o problema que você se queixa hoje, começou somente um ano atrás, ou já tinha dado indícios que não estava bem desde antes? Muitas pessoas, durante o processo de psicoterapia, acabam por descobrir que eram ansiosas desde crianças e tais desdobramentos, repercutem até hoje. Muitas pessoas se queixam de seus relacionamentos amorosos e os mesmos já não iam bem há um tempo. Muitas pessoas já estavam descontentes com o próprio trabalho, mas a necessidade de pagar os boletos falava mais alto.

Parafraseando Freud: “qual o seu papel na desordem que se queixa?”, você consegue fazer a distinção do que foi realmente causado pela pandemia ou que foi potencializado por ela? Ao final da pandemia e você arrumará outras desculpas ou assumirá a responsabilidade para mudar o que tanto te incomoda?

Deixe uma resposta