“Outubro Rosa”: Caraguatatuba intensifica exames para diagnóstico de câncer

O objetivo é diagnosticar os tipos que afetam a mama e de colo do útero

Da Redação / Foto: Divulgação PMC

Caraguatatuba inicia, a partir de sexta-feira (1), as ações da campanha “Outubro Rosa” para intensificar o diagnóstico do câncer de mama e de colo do útero. Elas serão voltadas, especificamente, para realização dos exames preventivos papanicolau e a mamografia.

Para a realização dos exames, a Secretaria de Saúde decidiu abrir aos sábados (2, 16 e 22 de outubro) o seu principal dispositivo de assistência à saúde da mulher, o Centro de Referência da Mulher (Pró-Mulher).

A pasta reforça que a mamografia é indicada para mulheres com mais de 40 anos e deve ser realizada pelo menos uma vez ao ano. Mulheres a partir dos 60 anos devem fazer o exame a cada dois anos.

A mamografia não é indicada para mulheres com menos de 40 anos. O exame não consegue mostrar com nitidez toda a mama, por ela ser muito densa. O tecido mamário começa a mudar só a partir dos 40 anos. O que facilita a compreensão do exame e o diagnóstico de possíveis nódulos.

Tanto a mamografia quanto o papanicolau começaram a ser pré-agendados pelas Equipes de Saúde da Família (ESF) das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) na semana passada.

Segundo a Secretaria de Saúde, as unidades de saúde, com exceção da UBS Tabatinga, também irão fazer a coleta de papanicolau. Cada unidade terá um horário e dia específico, por isso, é importante se informar na unidade de referência.

Câncer de mama

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células da mama. Esse processo gera células anormais que se multiplicam, formando um tumor. 

Há vários tipos de câncer de mama. Por isso, a doença pode evoluir de diferentes formas. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem mais lentamente. Esses comportamentos distintos se devem a características próprias de cada tumor. 

O câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano. No Brasil, esse percentual é de 29%.

Câncer de colo do útero

Esse tipo de câncer, também chamado de câncer cervical, é causado pela infecção por alguns tipos de papilomavíurs humano (HPV). A infecção genital por esse vírus é muito frequente e não causa doença na maioria das vezes.

Entretanto, em alguns casos ocorrem alterações celulares que podem evoluir para o câncer. Essas alterações são descobertas facilmente no exame preventivo (conhecido também como Papanicolaou ou Papanicolau).

Deixe uma resposta