fbpx

Organização criminosa que controla mais de 600 pontos de jogos de azar na Baixada Santista é alvo o Gaeco

Foram cumpridos 42 mandados de busca e apreensão em cidades da região e na capital

Da Redação / Foto: Divulgação Gaeco

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo), por meio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e a Polícia Militar deflagraram, na manhã desta segunda-feira (20), operação para o cumprimento de 42 mandados de busca e apreensão em locais relacionados a uma organização criminosa dedicada à exploração de jogos de azar e lavagem de dinheiro.

De acordo com as investigações, a organização criminosa controla, atualmente, mais de 600 pontos, nas cidades do Guarujá, Bertioga, Cubatão, Santos e São Vicente, nos quais explorar máquinas de caça níquel. 

As investigações também identificaram ao menos quatro empresas utilizadas para a lavagem dos valores obtidos com a atividade contravencional. Referidas empresas serviam à organização criminosa responsável pela exploração de jogos de azar, a quem forneciam máquinas de pagamento via cartão bancário. 

Referidas máquinas eram utilizadas para o recebimento dos valores das apostas feitas pelos jogadores e os valores correspondentes transitavam pelo sistema bancário e financeiro totalmente desvinculado da organização criminosa, como se fossem valores decorrentes de atividade empresarial, desta forma ocultando a origem e dissimulando a movimentação dos valores produto da contravenção. Estas empresas, apenas no período investigado, movimentaram mais de R$ 13 milhões.

Os mandados foram cumpridos nas cidades de Guarujá, Santos, São Vicente, Praia Grande, Itu e na Capital.

Deixe uma resposta