O início do fim

Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Neste final de semana tivemos a abertura do returno do Campeonato Brasileiro de Futebol Masculino de 2022. Entre sábado e domingo foram nove jogos e nenhum empate. 20 gols ao todo foram anotados no início da reta final do Brasileirão que já aponta favoritos ao título.

O Palmeiras segue soberano na liderança e é o franco favorito. Já não existem dúvidas sobre o time do técnico português Abel Ferreira. A equipe tem um elenco classificado e, com a eliminação do time da Copa do Brasil, tem agora um respiro para descansar o plantel e ter os melhores atletas em forma à disposição nos pontos corridos. Dificilmente o título do Brasileirão 2022 escapa das mãos do time da Barra Funda.

Mas se tem um time que está dando sinais de que pode colocar água no chope do Verdão é o Flamengo. A equipe da Gávea era tratada como favorita ao título antes da competição iniciar, mas não teve o desempenho esperado sob o comando de Paulo Sousa, técnico português demitido em junho. Com a chegada de Dorival Júnior, entretanto, o Mengão enfim parece ter encontrado sintonia entre suas estrelas e, mesmo com alguns tropeços nas primeiras partidas com o novo técnico, melhorou a performance e desempenho. Já alcançou a quinta colocação na tabela e tem pedido passagem. Anotou quatro vitórias nas últimas quatro partidas. Sua última derrota foi cinco rodadas atrás, para o Corinthians. Mesmo nove pontos atrás do líder Palmeiras, o rubro-negro já é o principal rival, por mais um ano, na disputa por terminar o campeonato no lugar mais alto da tabela.

O leitor deve estar estranhando este redator apontar o quinto colocado como principal adversário no confronto pelo título. E tem razão. Há neste campeonato um time que já mostrou a todos que está no páreo. E desde das primeiras rodadas. Se não tem um futebol encantador, uma performance de encher os olhos, o Corinthians tem a seu favor a eficiência para alcançar seus resultados. Passou os meses de maio e junho com seus principais atletas lesionados, mas obteve vitórias e seguiu somando pontos nos tempos de escassez. Agora, no início do segundo turno, soma retornos importantes e reforçou o time com os bons jogadores Fausto Vera e Yuri Alberto. Pode ser penalizado por estar vivo tanto no Brasileirão como na Copa do Brasil e Libertadores, com as três frentes abertas. Se continuar com seu futebol eficiente, de 1 a 0 em 1 a 0, pode surpreender.

O atual campeão, Atlético Mineiro, que teve o retorno de Cuca após a contestada passagem do treinador argentino Antônio ‘Turco’ Mohamed, ainda não engrenou a ponto de se credenciar ao bi. Por outro lado, o Fluminense de Fernando Diniz, com um elenco mesclado entre medalhões do futebol e jovens formados em Xérem joga um futebol de agradar. Diniz ainda precisa apresentar um trabalho consistente. Se for nesta sua segunda passagem pelo tricolor carioca, buscar a taça passará a ser um resultado natural.

18 rodadas faltam. A ver.

A Coluna do Gato é uma análise dos principais destaques do fim de semana no futebol brasileiro escrita todas as segundas-feiras pelo jornalista André Jesus para o site do jornal GAZETA REGIONAL e site do jornal LEIA.

Deixe uma resposta