Litoral pede fechamento para não abrir para a Covid

Da Redação / Arte: Giovanna Figueiredo

Os prefeitos do litoral paulista querem fiscalização severa nas estradas que dão acesso às cidades litorâneas, já prevendo que nas duas semanas em que São Paulo vai ficar trancada na fase vermelha as pessoas vão buscar fuga nos municípios costeiros.

O medo da descida de turistas se reflete no receio de que as cidades praianas que ainda contam com baixa ocupação de UTI, se comparada a outras regiões do estado, verem subir drasticamente essa porcentagem de ocupação, que fatalmente vai ocorrer com uma ida em massa para o litoral.

Antevendo a catástrofe, os prefeitos já se mobilizam para armar suas próprias forças-tarefas com os recursos de formação de barreiras sanitárias e uso da GCM, PM e demais órgãos controladores e fiscalizadores. Eles pedem a participação do Estado no controle de acesso das rodovias.

O litoral pede ao Palácio dos Bandeirantes medidas descritivas nas estradas, entre elas a Suspensão da Operação Descida, que facilita o fluxo de carros nas rodovias Anchieta e Imigrantes, que ligam capital à Baixada Santista. Instalação de barreiras sanitárias da Polícia Rodoviária Estadual nas rodovias Mogi-Bertioga, Anchieta e Imigrantes, extensão da Operação Verão, que usa policiais militares de outras regiões para fiscalização no litoral, também fazem parte.

Em Caraguatatuba, porta de entrada para o Litoral Norte, a prefeitura também pede mais sensibilidade dos turistas.

Deixe uma resposta