Hospital Regional do Litoral Norte passa a oferecer 100 leitos para Covid-19

Unidade reforça enfermaria e passa a oferecer 60 leitos. Ao todo, são 40 leitos de terapia intensiva destinados a pacientes graves da doença

Da Redação / Foto: Marcelo Fontes

O Hospital Regional do Litoral Norte, referência para Covid-19 na região do Litoral Norte e Vale do Paraíba, amplia operação para 100 leitos destinados à Covid-19, a partir da próxima segunda-feira (12). O aumento se deve ao reforço de mais 30 novos leitos de enfermaria, totalizando 60 deste tipo. A unidade ainda mantém em operação mais 40 leitos de terapia intensiva voltados para pacientes graves da doença.

A ampliação ocorrerá de forma gradativa nas próximas duas semanas na ala da enfermaria da unidade.
Com o recrudescimento da pandemia, desde janeiro o HRLN vem realizando consecutivas ampliações. Em março, a UTI expandiu o atendimento de 30 para 40 leitos (sua capacidade máxima nesta especialidade).

“Sabemos que a Secretaria de Estado da Saúde e o Centro de Contingência do novo coronavírus monitoram ininterruptamente o cenário epidemiológico da Covid-19 em todo o território para planejamento de medidas para salvar vidas e proporcionar um atendimento igualitário. É notório que a pandemia avançou e com isso a determinação da ampliação do número de leitos se fez necessária. É importante lembrar que há um ano estamos enfrentando essa pandemia, e agora estamos prontos para continuar atuando com ainda mais leitos”, ressalta o diretor executivo da unidade, Gustavo Cursino.

Para expansão no atendimento, o Governo do Estado realizará um investimento de 2 milhões/mês, referente a compra de insumos, medicamentos, abertura e manutenção dos novos leitos. Mais de 130 novos profissionais, entre equipes assistenciais e de apoio, foram contratados. A partir disso, o hospital passa a operar com mais de 500 colaboradores.

O Hospital Regional do Litoral Norte recebe pacientes graves da doença regulados pela CROSS (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde),  transferidos de outras unidades.

Balanço da operação

O HRLN é um serviço da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, gerido em parceria com o Instituto Sócrates Guanaes, que atua como referência para as cidades de Caraguatatuba, Ubatuba, São Sebastião e Ilhabela.

Aberto antecipadamente em março de 2020 para dar suporte para a região durante a pandemia, a unidade já recebeu, em um ano de funcionamento, 573 pacientes, entre suspeitos ou confirmados Covid-19. Destes, 358 se recuperaram após assistência e receberam alta, além de realizar 16 transferência. Ao todo, 141 evoluíram a óbito.

Desde setembro de 2020, a unidade ainda oferece, também via CROSS, exames de alta complexidade para a região, nas especialidades de ecocardiograma transtorácico, por estresse e transesofágico, endoscopia (digestiva alta), holter, mamografia, MAPA (Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial), ressonância, tomografia e ultrassonografia. Em 7 meses, o hospital já realizou mais de 50 mil exames laboratoriais para pacientes suspeitos ou confirmados da Covid-19, e mais de 5 mil exames de imagem de média e alta complexidade em pacientes e moradores das cidades da região.

Deixe uma resposta