Estão abertas as inscrições para o Enem 2022

Interessados em fazer Enem impresso ou Digital podem se inscrever pela Página do Participante até o dia 21/5. Exame será aplicado em 13 e 20/11

Da Redação / Foto: Tomaz Silva – Agência Brasil

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) iniciou, à 00h01 desta terça-feira, 10 de maio, as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022, versões impressa e digital. A inscrição deve ser feita na página do participante do Enem e estarão abertas até as 23h59 do dia 21 de maio. A taxa para quem não conseguiu isenção é de R$ 85 e deve ser paga até 27 de maio, por boleto, PIX e cartão de crédito.

As duas versões do exame, impressa e digital, serão aplicadas nos dias 13 e 20 de novembro, em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. As cidades de aplicação do Enem impresso estão disponíveis na Página do Participante e no portal do Inep. Já os locais do Enem Digital estão listados no edital e, também, na página do Enem no site do Instituto. Vale lembrar que o Inep disponibiliza número de vagas limitadas para o Enem Digital (101.100), conforme distribuição apresentada no anexo I do Edital n.º 34/2022.

No momento da inscrição, o participante precisa informar o número do CPF e a data de nascimento. Os dados devem ser iguais aos cadastrados na Receita Federal, para não inviabilizar a correspondência entre as informações. O Inep não aceitará inscrição com CPF em situação irregular na Receita Federal.

Atendimento especializado

O participante que precisa de atendimento especializado deve realizar a solicitação no momento da inscrição e anexar a documentação que comprove a necessidade do atendimento. Serão oferecidos recursos para participantes com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, deficit de atenção, transtorno do espectro autista, discalculia, gestante, lactante, idoso e/ou pessoa com outra condição específica.

O solicitante de atendimento deve anexar, na Página do Participante, a documentação que comprove a necessidade de acessibilidade, conforme listado no edital do exame.

Novidades

 Como novidade da edição do Enem 2022, o participante terá a identidade de gênero identificada pelo nome social automaticamente no momento da inscrição se já for cadastrado na Receita Federal, mas deve confirmá-lo na Página do Participante, entre os dias 23 e 28 de junho.

Já aqueles que querem ser identificados pelo nome social e não têm o respectivo nome cadastrado na Receita deverão realizar a solicitação de tratamento após a inscrição, no período de 23 a 28 de junho, também pela Página do Participante. Para esse procedimento, será necessário apresentar os seguintes documentos de comprovação das condições que o motivam: foto atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco que enquadre desde a cabeça até os ombros, de rosto inteiro, sem uso de óculos escuros e artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares); e cópia digitalizada, frente e verso, de um dos documentos de identificação oficiais com foto, válido. Documentos enviados fora do prazo ou externos à Página do Participante não serão aceitos. Toda a documentação deverá ser anexada e enviada em formato PDF, PNG ou JPG, com tamanho máximo de 2 MB.

Outra novidade é em relação ao pagamento da taxa de inscrição. A partir desta edição, o Inep aceitará pagamento da taxa por meio de PIX e cartão de crédito, além do tradicional boleto – Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança).

O Inep manteve a taxa de inscrição no valor de R$ 85, pelo quarto ano consecutivo. O valor não sofre reajuste desde 2019. O pagamento da taxa de inscrição do exame deve ser realizado até o dia 27 de maio e destina-se ao participante que não solicitou ou não obteve a isenção da taxa de inscrição.

Além disso, o Inep incluiu os documentos digitais e-Título, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Digital e RG Digital como documentos válidos para identificação do participante no dia da aplicação do exame, desde que apresentados nos respectivos aplicativos oficiais. Capturas de telas não serão permitidas.

Também serão aceitos os tradicionais documentos oficiais de identificação, conforme previsto no edital do exame, como cédulas de identidade expedidas por secretarias de Segurança Pública, polícias Militar e Federal ou pelas Forças Armadas e identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive no caso de reconhecidos como refugiados.

Enem
O Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes. Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetros para acesso aos auxílios governamentais, como o proporcionado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados individuais do Enem também podem ser usados nos processos seletivos de instituições portuguesas que possuem convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame. Os acordos garantem acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursar a educação superior em Portugal.

Deixe uma resposta