Doria vai a local de acidente da Linha 6 do Metrô e ordena plano de emergência para liberar Marginal Tietê

Governador prestou apoio a funcionários e moradores da região do acidente e se reuniu com engenheiros de concessionária para apuração rápida de causas de desmoronamento

Da Redação / Foto: Reprodução/TV Globo

O governador João Doria esteve, no início da tarde desta terça-feira (1), no local do desmoronamento ao lado de um poço das obras do Linha 6-Laranja do Metrô, na zona oeste de São Paulo. Ele se reuniu com engenheiros da Acciona, que é a concessionária responsável pela construção da Linha 6.

Doria determinou rapidez para apuração das causas do acidente, que não deixou vítimas, e a elaboração de um plano emergencial de desobstrução do tráfego da Marginal Tietê no trecho afetado.

“Vim pessoalmente ao local para dar apoio aos funcionários da obra e moradores dos arredores que presenciaram o acidente. Felizmente, não houve feridos”, afirmou Doria ao chegar ao trecho afetado.

O governador determinou que a concessionária Acciona identifique imediatamente as causas do acidente. Além disso, a empresa deve elaborar, em conjunto com a Prefeitura de São Paulo, uma solução para normalização do trânsito na Marginal. “É a prioridade número um”, afirmou Doria.

Além disso, Doria também confirmou que a Acciona será questionada sobre as possíveis soluções de engenharia para que as obras da Linha-6 possam ser retomadas no menor prazo possível.

O objetivo do Governo de São Paulo é que o cronograma da obra seja mantido em relação a prazos, mas com prioridade para a segurança de todos os trabalhos no local afetado pelo acidente.

O que houve

Um desmoronamento aconteceu na manhã desta terça-feira (1º) nas obras da Linha 6 – Laranja do Metrô. Com o acidente, um trecho da Marginal Tietê, em São Paulo (SP) precisou ser interditado. A via está totalmente interditada no sentido Ayrton Senna, entre as pontes do Piqueri e Freguesia do Ó.

Deixe uma resposta