Corinthians Feminino é tricampeão da Libertadores da América

O alvinegro derrotou o Ind. Santa Fe-COL por 2 a 0 no Uruguai e conquistou a América mais uma vez

Da Redação / Foto: Divulgação Conmebol

A noite deste domingo (21) foi especial para o futebol feminino do Sport Club Corinthians Paulista! O Timão entrou em campo para mais uma final de Taça Libertadores, no estádio Gran Parque Central, em Montevideo, no Uruguai, contra o Ind. Santa Fé-COL.
Após os 90 minutos, o Corinthians saiu vencedor e conquistou a taça! O placar foi por 2 a 0, com gols marcados por Adriana e Gabi Portilho, ainda na primeira etapa. 
A competição foi vencida pelo Timão pela terceira vez na história! As outras taças foram conquistadas nos anos de 2017 e 2019. 

Escalação

O técnico Arthur Elias iniciou a grande final contra a equipe colombiana com a seguinte escalação: Kemelli, Katiuscia, Giovanna Campiolo, Yasmim, Juliete, Diany, Gabi Zanotti, Gabi Portilho, Tamires, Victoria Albuquerque e Adriana. Ainda estavam no banco de reservas: Natascha, Pardal, Poliana, Ingryd, Grazi, Andressinha, Jheniffer e Cacau.

Bola em jogo

A partida começou com bastante equilíbrio nos primeiros minutos jogados entre Timão e Ind. Santa Fe.
Após uma pressão intensa da equipe colombiana, o Corinthians conseguiu abrir o placar! Aos 10 minutos, Adriana puxou o contra-ataque e fez linda jogada individual. Chegando na entrada da área, a camisa 16 tocou pra Vic Albuquerque que cruzou para área. Após passe para trás, Adriana cabeceou e abriu o placar.
Mesmo com alguns sustos do Santa Fe, o Timão chegou ao segundo gol ainda na primeira etapa, aos 43 minutos. Após passe na medida de Gabi Zanotti, Tamires cruzou para Gabi Portilho na área, e a jogadora alvinegra de carrinho empurrou para o fundo das redes para ampliar a vantagem do Corinthians.

Segundo tempo

A etapa complementar iniciou assim como a do primeiro tempo, com os clubes buscando o gol, mas com a concentração maior de jogadas no meio-campo, sem muitas chances claras. 
A primeira chance boa do Alvinegro ampliar o placar foi aos 12 minutos, quando Gabi Portilho, autora do segundo gol, arriscou um chute de fora da área, mas a bola passou da meta defendida pela goleira adversária. 
O restante do segundo tempo se manteve de forma semelhante, com as brabas do Coringão administrando a vantagem de dois gols! Aí foi só esperar o apito final para celebrar mais uma conquista internacional

Deixe uma resposta