Com onda nota 10, Filipe Toledo vence etapa brasileira do mundial de surfe

Surfista de Ubatuba venceu pela quarta vez Oi Rio Pro e segue na liderança do ranking pelo título mundial

Por André Jesus / Thiago Diz – WSL

O surfista brasileiro Filipe Toledo venceu nesta terça-feira (28/06) em Saquarema, no Rio de Janeiro, Oi Rio Pro, etapa brasileira do campeonato mundial de surfe, em final disputada contra o também brasileiro Samuel Pupo.

Filipinho, como também conhecido o atleta local de Itamambuca, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo, dominou a bateria final do início ao fim e não deu chances para Samuca. Após pegar duas ondas que não passaram de um ponto na avaliação dos juízes, Toledo encontrou uma onda para a esquerda e acelerou sua prancha até decolar para um aéreo full rotation perfeito. Nota 10. Unanime.

Logo na sequencia, Filipinho encontrou mais um boa onda para a esquerda que lhe permitiu uma sequencia de manobras de borda com excelência na execução e lhe renderam uma nota 8.67. Até esse momento, Samuel Pupo ainda não havia conseguido pegar nenhuma onda de impacto e somava duas abaixo dos três ponto.

Antes do fim da bateria, Pupo enfim conseguiu pegar uma boa onda e com uma sequencia de rasgadas, conseguiu nota 8.00. Mas já era tarde. Somou, ainda, mais uma nota 2.73 totalizando 10.73 no somatório final. Insuficientes para superar os 18.67 somados por Filipe Toledo.

Topo do ranking

Com a vitória, Toledo confirmou sua classificação para o WSL Finals, evento que acontecerá em setembro na praia de Trestles, na California, Estados Unidos, com a presença dos cinco primeiros colocados no ranking do mundial ao fim de 10 etapas.

Filipe Toledo é o atual líder do campeonato com 50.040 pontos com oito etapas disputadas na temporada 2022. Ele está 9.815 pontos à frente do segundo colocado, o australianos Jack Robinson.

Além de Toledo, vencedor do Oi Rio Pro e Pupo, segundo colocado, o Brasil atingiu um feito inédito ao colocar quatro surfistas locais na disputa semi-final, também disputadas na manha desta terça-feira. O campeão mundial de 2019 e medalha de ouro nas Olimpiadas de 2020, Ítalo Ferreira, e o também brasileiro Yago Dora foram eliminados pelos dois finalistas do evento.

Filipe Toledo já venceu quatro vezes a etapa brasileira do campeonato mundial de surfe, sendo em 2015, no campeonato disputado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e nos anos de 2018, 2019 além de 2022, quando o evento passou a ser disputado na cidade de Saquarema, também no estado do Rio.

Disputa Feminina

A final feminina guardou emoção até o último minuto da bateria quando a cinco vezes campeã mundial, a surfista havaiana Carissa Moore conseguiu superar a francesa Johane Defay e virar a bateria no fim. A francesa liderava a bateria até o momento em Carissa recebeu um 9.50 em sua ultima onda somou um total de 15.43 contra 12.33 de Defay.

Única brasileira no circuito mundial de 2022, a portoalegrense Tatiana Weston-Webb chegou até a semi-final do Oi Rio Pro e foi eliminada pela vencedora do evento, Carissa Moore, em uma bateria com somatório de 14.60 a 11.77 a favor da havaiana.

Deixe uma resposta